Pesquisar

07/02/2012

Evitar acidentes no telhado

Evitar acidentes no telhadoHoje domingo 05/02/2012 fui ajudar o meu irmão a colocar telhas na casa da nossa irmã, um pequeno descuido cai da escada. Graças a Deus tive um pequeno arranhão. Cuidados devem ser tomados durante a colocação das telhas, de forma a evitar quedas e evita acidentes. Nunca pise diretamente nas telhas e nem permita a concentração de pessoas num mesmo ponto da telha.





Um homem de 24 anos morreu depois de cair do telhado de um galpão da fábrica de bebidas Ambev, localizada no Setor Balneário Meia Ponte, em Goiânia. Funcionário de uma empresa que presta serviços para Ambev, Gutemberg da Silva Carvalho estava fazendo reparos no telhado, quando, por volta das 15 horas desta quinta-feira (15/12), caiu de uma altura de cerca de 10 metros.

De acordo com um funcionário da fábrica, que preferiu não se identificar, a vítima estaria usando adequadamento o cinto de proteção, mas teve que tirá-lo para trocar de lugar em cima do galpão, momento em que a telha de amianto se quebrou. “Eu vi que ele estava usando os equipamentos de segurança. Pelo que eu sei, ele teria tirado o cinto para mudar de posição lá em cima, foi aí que a telha quebrou, ele se desequilibrou e caiu”, conta.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas a vítima morreu antes da chegada do socorro médico. De acordo com a assessoria da Ambev, os equipamentos de segurança foram disponibilizados ao funcionário e a empresa dará todo apoio e assistência à família. A Polícia Técnica esteve no local e o caso será investigado pela Polícia Civil, que irá apurar se houve negligência da empresa.

Outros casos
No dia 1/12, um carpinteiro morreu após ser jogado do 18º andar do Residencial Pedra do Mar, prédio em construção localizado no Parque Oeste Industrial, em Goiânia. De acordo com a polícia civil, Joaquim Rodrigues dos Santos, de 36 anos, teria aplicado um golpe de martelo em Ricardo Floriano, 30, que sofreu corte na cabeça. Depois disso, Ricardo teria empurrado Joaquim.

No dia 3 de dezembro, um operário ficou soterrado em um shopping de Goiânia depois que uma parede da obra de expansão caiu. Na época, a construtora afirmou, em nota, que o incidente foi "de pequenas proporções" e que as causas do acidente seriam averiguadas.

No dia 23 de outubro passado, três operários morreram com o desabamento da laje de um prédio em construção no Residencial Eldorado, região sudoeste de Goiânia. Luzeni Batista, 31 anos, Antôni Araújo Santos, 26, e Alessandro Soares morreram e outros cinco funcionários ficaram feridos. Na ocasião, o advogado da empresa, Tarcísio de Pina Bandeira, afirmou que os funcionários tinham equipamentos de segurança.

Novidades

Produtos em destaque no site

Veja nossas sugestões de produtos