Pesquisar

18/08/2012

Homem mais inteligente do mundo recusa R$ 1,8 mi

Dizem que Grigory Perelman, 44 anos, é o sujeito mais inteligente do mundo. O cara é pra lá de estranho. Vive em um apartamento infestado de baratas, em São Petersburgo, na Rússia, e acabou de recusar cerca de R$ 1,8 milhão (US$ 1 milhão).
Sem abrir a porta do apê, o cabeçudo barbado disse que só quer viver em paz.



Como para o cara, a Conjectura de Poincaré, um problema matemático dificílimo, é mais simples do que zerar joguinho do Mario, o US Clay Mathematics Institute resolveu dar a grana para o figura.
Por mais de 100 anos, ninguém conseguiu resolver a Conjectura de Poincare. O problema pode ajudar a determinar a forma do universo.




Perelman postou a solução do problema na internet. Ele também recusou receber um prêmio da União Internacional de Matemática, há quatro anos, em Madri, na Espanha.
Na ocasião, o gênio disse que não se interessava em dinheiro ou fama.
- Não quero ser mostrado para o mundo como um animal no zoológico. Não sou um herói da matemática. Não sou nem tão bem sucedido assim.
Sua vizinha Vera Petrovna declarou que o matemático leva uma vida muito simples, na Rússia.
- Ele só possui uma mesa, uma cadeira e uma cama com um colchão imundo. Estamos tentando acabar com as baratas no andar, mas elas se refugiam no apartamento dele.




Grigori Perelman é talvez o homem mais inteligente do planeta: um gênio enigmático e dado a enclausurar-se que assombrou o mundo acadêmico ao afirmar ter resolvido um dos problemas mais difíceis da matemática, o Teorema de Poincaré.
Em 2006 o congresso de matemática realizado em Madri, da União Matemática Internacional concedeu a Grigori Perelman, a Medalha Fields, considerado o Nobel da matemática por seu trabalho. Perelman foi convidado, mas não compareceu ao evento.
Também recusou o prêmio de 782.000 euros oferecido pelo Instituto Clay de Matemática de Cambridge, que seria seu pela resolução do problema.
Não recebe à imprensa, nem conversa com seus colegas. A matemática lhe decepcionou e diz que os prêmios são irrelevantes porque se qualquer um pode entender que se a solução do Teorema está correta então há a necessidade de nenhum outro reconhecimento. Perelman recusou vários outros prêmios, porque acredita que as pessoas que lhe ofereciam os prêmios não estavam capacitados para entender seu trabalho.
Perelman é considerado "talvez" o homem mais inteligente do planeta porque nunca se sujeitou a fazer nenhum teste de avaliação de quociente intelectual, inclusive riu e chamou os componentes da Mensa Internacional de "arrogantes que necessitam de elogio".










Novidades

Mais vendidos

Produtos em destaque no site

Veja nossas sugestões de produtos

As melhores ofertas você só encontra aqui!