Pesquisar

09/09/2012

Moda, estilo e atitude!

Mas se tudo o que somos representa o nosso estilo de fazer a moda, o que está fora de moda afinal? Para a top Gianne, a moda não está só nas roupas. As atitudes também têm uma grande importância, pois interferem ajudando ou prejudicando a sua imagem pessoal. Dessa forma, desrespeito e intolerância são pontos-chave da deselegância e, portanto, não poderiam representar melhor o conceito “fora de moda”. Trazendo essa ideia para o closet, segundo Sylvia, estar fora de moda é viver de acordo apenas com o que as tendências determinam, não ousar, não buscar suas próprias opções.




O mercado brasileiro já tem muitas opções para quem não quer ser igual a todo mundo.
Com a globalização, as informações ficaram mais acessíveis e com isso o mundo descobriu que existem mil maneiras de se vestir e não só o que a tendência nos diz. Mas vieram juntas as dúvidas: qual é o meu estilo? Como descubro o meu estilo? E basicamente, o que é ter estilo?




Estilo é o elemento principal da arte de vestir. Ter estilo é se vestir de acordo com o seu estilo de vida. Existe relação entre as suas escolhas profissionais e pessoais, no seu dia a dia, com seus objetivos e desejos. Ter uma identidade diferencia você de outras pessoas e a torna especial.

Porque ter estilo é tão importante? Viver de acordo com as nossas verdades e comunicar de maneira coerente com a nossa personalidade faz a vida fluir, nos faz sentirmos inteiras, vivas, felizes e mais fortes para enfrentarmos o dia a dia. O estilo tem essa função em nossas vidas e quando nos reconhecemos nele, utilizamos mais uma ferramenta a nosso favor para mostrarmos ao mundo quem somos e para que viemos.

O autoconhecimento auxilia nessa busca. Quanto mais nos conhecemos, mais temos chances de sabermos o que vestir, de que maneira podemos nos valorizar com aquela roupa e porque estamos vestindo aquela peça. Algo instintivo, mas que podemos tornar consciente com o propósito de escolhermos o que será a nossa segunda pele e nos sentirmos felizes e inteiras dentro ela. Ato simples, mas complexo na busca de quem somos.

Sabe aquele dia que você olhou no espelho e se viu linda do outro lado? Como são raros esses dias… Será que vale a pena se sentir estilosa apenas de vez em quando? Ter estilo nao é sorte e nem um dom. É fruto de muito trabalho, de tempo consigo mesma, de olhar tudo e todos e saber o que quer trazer para dentro da sua vida. Temos que ser seletivas e focadas com as nossas escolhas, principalmente quando elas farão parte dos nossas dias, horas e minutos. Através das roupas mostramos ao mundo um pouco de nós, então que seja o melhor! Isso irá refletir nas pessoas que estão ao nosso redor. Não podemos ter medo. Se mostrarmos ao mundo que estamos felizes com nós mesmas, o mundo só tem a se beneficiar com o que temos para oferecer.

Saber se vestir também significa saber comprar. Veja as dicas da consultora de imagem Sylvia Cesario Pereira e vá às compras.
1. Não compre por impulso, ao encontrar uma peça que gostou muito, pense nas combinações que poderá fazer com ela e veja se vai aproveitá-larealmente.
2. Informe-se bastante sobre moda, leia blogs e revistas sobre o assunto, converse com pessoas da área.
3. Olhe-se no espelho com atenção: reconheça seus pontos mais fortes e também os fracos, entenda como é seu corpo e só use roupas adequadas para o seu tamanho.
4. Aprenda a confiar no seu bom senso e, se ele lhe diz que aquela peça não vale à pena, deixe para lá.
5. Procure inovar aos poucos. A cada compra, inclua uma peça diferente do habitual. As misturas são muito bem vindas no mundo da moda.









Fonte: revistaviver

Novidades

Produtos em destaque no site

Veja nossas sugestões de produtos