Pesquisar

22/12/2012

Lição de casa em excesso pode diminuir notas das crianças

Segundo um estudo australiano, muita lição de casa, não ajuda as crianças a ir melhor na escola. Na verdade, pode diminuir suas notas.








Um grupo de pesquisadores analisou os resultados de vários estudos recentes que investigaram a relação entre o tempo gasto em lições de casa e o desempenho acadêmico dos alunos.
De acordo com Richard Walker, um psicólogo educacional da Universidade de Sydney, os dados mostram que, em países onde mais tempo é gasto em lições de casa, os alunos apresentam resultados inferiores em um teste padronizado chamado de Programa de Avaliação Internacional de Estudantes, ou PISA, na sigla em inglês.
A mesma correlação também é vista quando se compara o tempo de lição de casa e o desempenho em provas nas escolas.


A conclusão dos pesquisadores é que uma ou duas horas de lição de casa por semana são suficientes e não costumam afetar os resultados dos testes nas escolas.
No entanto, lições de casa só reforçam o desempenho acadêmico dos alunos durante os três últimos anos de escola primária. Para a maioria dos estudantes de ensino médio, pouco benefício é visto.
A mesma conclusão é válida em todo o mundo, explicou Gerald Letendre, da Universidade Estadual da Pensilvânia, EUA.
Ele e seus colegas descobriram que os professores normalmente passam de lição de casa o que deveriam explicar na aula.
As lições de casa parecem ser uma estratégia de correção (a consequência de não cobrir todos os tópicos em sala de aula, exercícios para os alunos em dificuldades, uma forma de complementar baixa qualidade de ensino, etc), e não uma estratégia de avanço (trabalho destinado a acelerar, melhorar ou fazer os alunos ultrapassarem o básico).
Este tipo de lição de casa tende a produzir notas em provas marginalmente mais baixas em comparação com crianças que não têm tanta lição de casa.
Harris Cooper, professor de educação da Universidade Duke, EUA, defende que mesmo as lições de casa que são estratégia de avanço devem ser limitadas. Ele recomenda que os estudantes não tenham mais de 10 a 15 minutos de lição por noite nos anos primários, com um aumento de não mais de 10 a 15 minutos em cada ano sucessivo.
O impacto neutro ou negativo de muita lição de casa sobre o desempenho acadêmico dos alunos implica que existem maneiras melhores para eles passarem as suas horas fora da escola. Por exemplo, aprender a tocar um instrumento musical, ou participar de clubes desportivos parece benéfico.
Essas atividades pós-escolares têm muito mais objetivos, diferentes e múltiplos, do que os resultados de provas individuais, disse Gerald Letendre. Os pais querem filhos criativos, ajustados, felizes, não apenas crianças nota 10.




Segundo o site livescience

Novidades

Produtos em destaque no site

Veja nossas sugestões de produtos