Pesquisar

25/05/2013

Os gatos confira a importância desses incríveis animais

Independente de que você seja um grande fã ou não dessas elegantes criaturas que, além de ronronar, parecem passar o dia simplesmente observando a movimentação à distância entre um cochilo e outro, a verdade é que os gatos são superimportantes. Tanto que, se por algum motivo sinistro todos eles desaparecessem da face Terra, enfrentaríamos sérios problemas! Talvez seja por essa razão que eles nos olham com aquela característica carinha de desdém.






De acordo com o site mother nature network, os gatos sejam eles domésticos ou os que vivem nas ruas são predadores com comportamento de caça superadaptável, especialistas em capturar pequenas presas. Eles são capazes de sobreviver de maneira solitária quando a variedade e abundância de presas é pequena, assim como em grupos maiores quando a disponibilidade de caça é mais rica.

Predadores eficientes

É justamente esse hábito de caçar animais pequenos que os tornam vitais para os humanos, já que são os gatos que mantém os celeiros e os armazéns de grãos — para citar alguns locais — com o número de ratos e bichinhos semelhantes sob controle. E o trabalho deles é tão eficiente que inclusive acredita-se que na Índia, por exemplo, os gatos sejam os responsáveis por reduzir a perda de grãos provocada pelo consumo e contaminação por parte dos roedores.
Pode parecer bobagem, mas existem vários estudos científicos relacionados à importância dos gatos para a sociedade. Um deles, realizado no Reino Unido, por exemplo, apontou que em um período de apenas seis meses, um gato doméstico comum costuma trazer em média 11 animais mortos para casa, incluindo ratos, sapos, aves e outros bichos.
Isso significa que os 9 milhões de gatos domésticos do Reino Unido — de que se tinha notícia quando o estudo foi realizado e que “presenteavam” seus donos com as caças — estavam matando perto de 200 milhões de presas por ano. Outro estudo, realizado na Nova Zelândia, apontou que quando os gatos desapareceram de uma das ilhas que fazem parte do território, a população de roedores no local quadruplicou rapidamente.

E se os ratos dominassem a Terra?

O mesmo estudo realizado na Nova Zelândia também revelou que o aumento desordenado da população de roedores provocou uma dramática redução na quantidade de aves marinhas da ilha, já que eles se alimentavam dos ovos. Então, imagine se todos os gatos do mundo desaparecessem! Pense no que uma redução dramática no número de aves poderia significar, já que elas também têm um importantíssimo papel no equilíbrio ecológico.
Todas as espécies têm o seu impacto, e além do papel ecológico, o desaparecimento dos gatinhos também afetaria milhões de pessoas emocionalmente. Embora os cães ainda sejam animais de estimação um pouco mais populares do que os gatos, os felinos domésticos são mais numerosos — pois quem decide por ter esses bichinhos, costuma ter mais de um em casa —, e tão amados pelos seus donos quanto qualquer outro animal de estimação.

Segundo os sites mnn, megacurioso

Novidades

Produtos em destaque no site

Veja nossas sugestões de produtos