Pesquisar

02/12/2014

Sega Dreamcast, eletrônico e tecnologia que morreram cedo demais

Sega Dreamcast, eletrônico e tecnologia que morreram cedo demais
Sega Dreamcas: Sempre que uma nova tecnologia está para ser lançada, imaginamos o quanto ela será aceita pelos consumidores e em quanto tempo ela pode durar.






Sega Dreamcast produzido pela japonesa Sega, o Dreamcast tinha grandes chances de ser um concorrente de peso para os consoles PlayStation 2 — que substituiria o PSOne poucos meses depois do lançamento do console da Sega — e Nintendo 64. Inovador para a época, surgiu com sistema de conectividade para permitir que jogadores disputassem partidas mesmo que estivessem longe uns dos outros — o que hoje acontece em qualquer video game.
Sega Dreamcast, eletrônicos e tecnologias que morreram cedo demais

Apesar de ter alguns jogos muito bons e com gráficos avançados em relação a muitos dos títulos disponíveis para outras plataformas, o Dreamcast não conseguiu vingar no mercado internacional. Foram lançados pouco mais de mil jogos para ele e muitas das principais desenvolvedoras da época não se interessaram em partir para ele — o que inclui a Square Enix e a Electronic Arts.

Apesar do número grande de títulos, a biblioteca disponível para o Dreamcast nunca foi considerada satisfatória para o mercado internacional. Por causa disso, o aparelho acabou morrendo antes da hora. A falta de apoio também fez com que a Sega desistisse do mercado de consoles — no qual havia prosperado com Mega Drive e Saturno — e hoje é limitada a outras áreas de atuação.























Fonte: tecmundo Fotos: Divulgação

Novidades

Produtos em destaque no site

Veja nossas sugestões de produtos