Pesquisar

16/08/2015

Saiba como polir o carro

Dicas sobre o polimento de automóvel
Por que realizar o polimento? Quando é necessário o polimento? Quando pode ser feito o polimento? Usar a politriz poucas vezes.




A pintura é um dos elementos que mais exigem cuidados em um automóvel por estar exposta às intempéries e sujeita a sofrer arranhões e choques. Para preservá-la, não é recomendado apenas lavar o carro periodicamente com produtos específicos ou evitar deixá-lo exposto ao ar livre por longos períodos, mas também realizar um polimento ou um procedimento de revitalização.
Dicas sobre o polimento de automóvel

Por que realizar o polimento?
O polimento é uma técnica de acabamento aplicada para ativar, ou reativar, o brilho da pintura recém-recuperada. Mas a sua finalidade não é apenas estética. O procedimento também elimina imperfeições, como o acúmulo de material resultante dos processos de pintura. Se não for executado corretamente, o polimento pode reduzir a camada de verniz protetor aplicado sobre a tinta.

Quando é necessário o polimento?
O polimento pode ser necessário para eliminar as imperfeições provocadas durante o processo de pintura, como pequenas sujeiras, escorridos ocasionados durante a aplicação do verniz e igualar a textura da tinta. No retoque de pinturas, o polimento tem a função de igualar o brilho na junção da emenda da carroceria.

Quando pode ser feito o polimento?
O serviço é indicado para recuperar pinturas queimadas pelo sol, com riscos superficiais, repintadas e até mesmo manchadas por fezes de aves e seiva de árvores. O polimento pode ser feito também para eliminar imperfeições resultantes de processos de pintura e realçar o brilho do veículo. O Cesvi Brasil, no entanto, recomenda que o serviço não seja feito em casa, uma vez que para cada tipo de dano existe um procedimento com técnicas e materiais específicos. O ideal é contar com a avaliação prévia de um profissional especializado.

Usar a politriz poucas vezes
A máquina de polir, ou politriz, deve ser utilizada com moderação, pois junto com os produtos abrasivos, retira uma parte da camada de verniz. O gerente de Pesquisa e Inovação da Anjo Tintas, Paulo Donádio, recomenda que aplicação da ferramenta deve ser de, no máximo, três em polimentos da vida útil do veículo. “Cada parte do automóvel e tipo de pintura exige uma velocidade de rotação da máquina. Existem diversas maneiras de polimento para cada local do carro, por isso indicamos procurar um profissional qualificado para avaliar e aplicar a técnica correta”, orienta Donádio.
Dica: peças plásticas e emborrachadas devem ser protegidas na hora do polimento, pois a massa de polir pode esbranquiçá-las.


Fonte: carsale Fotos: Divulgação

Produtos em destaque no site

Veja nossas sugestões de produtos