Qual a moto de produção mais potente do mundo?

Qual a moto de produção mais potente do mundo?
Produzida na Austrália (a terra dos sedãs V8), a PGM é também uma das motos mais caras do mundo, com preço de R$ 160 mil euros, o equivalente a mais de R$ 650 mil




Se você respondeu a Kawasaki H2R com seus 300 cv vindos do motor 4-cilindros supercharger, errou! O título pertence a esta naked aí das fotos, a PGM V8 que, como diz o nome, utiliza um motorzão V8 de 2.0 litros capaz de 334 cv e 21,8 kgfm de torque (oi?). Produzida na Austrália (a terra dos sedãs V8), a PGM é também uma das motos mais caras do mundo, com preço de R$ 160 mil euros, o equivalente a mais de R$ 650 mil - o que daria para comprar três H2R e ainda sobraria uma grana. E, acredite, esta máquina é homologada para rodar nas ruas, ao menos em território australiano. O motor de 1.996 cc tem duas bancadas de cilindros a 90 graus, numa configuração vinda dos carros - repare no tamanho do radiador em duas partes.



Para compensar seu peso, a fabricante usou carenagem de fibra de carbono e componentes de alumínio tanto no propulsor quanto no restante da moto. No fim, a PGM V8 acabou com 242 kg, o que não é tanto considerando seu "V8itão". Para acompanhar, a suspensão é toda da Öhlins, composta por garfos dianteiros de 48 mm totalmente ajustáveis e monoamortecida modelo TTX de segunda geração na traseira. O quadro em treliça usa cromo-molibdênio e alumínio em sua composição, enquanto as rodas são Marchesini aro 17" vestidas com pneus Michelin Pilot Power 3 de alta performance. Já os freios são da Brembo com discos duplos de 320 mm na dianteira. Não bastasse o desempenho brutal, o sistema de escape da austríaca Akrapovic com saída dupla foi acertado para emitir um ronco que remeta aos carros da F1 dos anos 1970. É mole ou quer mais?

Galeria de fotos
moto de produção mais potente do mundo
Qual a moto de produção
Qual a moto de produção mais
moto























Fonte: carplace Fotos: Divulgação

0 Response to "Qual a moto de produção mais potente do mundo?"

Postar um comentário