Lojas confiáveis para comprar pela internet

Logo_Homepage     Logo_Homepage     Logo     Logo 120x60     logo Logo_Homepage     Logo     Logo_Homepage     Logo Avon     Logo Logo     Logo_Homepage     Logo     Logo_Homepage     Logo - Homepage

Smartphone topo de linha chega ao Brasil

Smartphone topo de linha
Seu grande segredo é a tecnologia usada na tela. Na vida real, a tela é um dos componentes mais caros de um smartphone, e notadamente a parte que quebra mais fácil – na maioria das vezes por bobagem, como deixar cair porque errou o bolso da calça.






A Motorola anuncia hoje a chegada ao Brasil do seu Moto X Force, um smartphone topo de linha com uma promessa rara no mundo moderno: uma tela praticamente inquebrável.
Primeiras coisas primeiro, as configurações: o Moto X Force tem uma tela de 5,4″ com resolução quadHD (2560 × 1440), roda com processador Qualcomm Snapdragon 810 com GPU Adreno 430 (diz a Motorola que os problemas de chip superaquecido foram resolvidos), câmera traseira de 21 megapixels com vídeos 4K e flash dual tone e frontal de 5 megapixels, bateria de 3.760 mAH com carregamento rápido Turbo Charge de 25W (=super rápido), 3 GB de RAM e capacidade para dois SIM cards 4G de operadoras ou um SIM card + microSD de até (!) 2 TB (!) e 64 GB de armazenamento interno.

À primeira vista, parece um Moto Maxx com design melhorado:
Smartphone topo de linha
Mas seu grande segredo é a tecnologia usada na tela.
Na vida real, a tela é um dos componentes mais caros de um smartphone, e notadamente a parte que quebra mais fácil – na maioria das vezes por bobagem, como deixar cair porque errou o bolso da calça.
O que a Motorola fez? Um vidro que não é inquebrável, mas à prova de estilhaçamento, trincas e quedas do dia a dia – desde, claro, que caia de uma altura razoável (jogar do décimo andar e reclamar que quebrou não vale, ok?)
O que faz diferente a tela do Moto X Force?
Uma estrutura rígida em alumínio para o corpo do aparelho, que dá integridade estrutural e garante a durabilidade do produto (as bordas do smartphone também usam alumínio)
Uma tela com tecnologia POled flexível (OLED plástico, a mesma que a LG usa nos seus G Flex, mas sem o display curvo aqui)
Duas camadas de sensibilidade ao toque (ou “se uma falhar, a outra continua funcionando”). Redundância simples.
Uma proteção interna com lente de polímero que protege contra rachaduras ou estilaçamento.
Uma proteção externa com uma proteção única que garante maior proteção à parte frontal da tela.
Algo que se monta na tela assim (foto Motorola) – carcaça do telefone, alumínio, tela, duas camadas, proteção extra, de baixo pra cima:
Smartphone topo de linha
Na prática, é algo que resiste mais ao uso cotidiano do smartphone.
A Motorola acredita tanto na tecnologia que vai dar 4 anos de garantia para trocas da película externa do Moto X Force. Um dos aparelhos que vi na demonstração do X Force – e que não consegui fotografar – teve que ser literalmente espancado diversas vezes (com razões científicas, claro) contra uma quina de mesa para danificar a tela: criou uma bolha, que se resolve trocando essa proteção externa – pense nas películas difíceis de grudar que se compram nos “xing-ling” da vida: é isso, só que melhorado.
Smartphone topo de linha
De resto, o Moto X Force segue a linha de design e tecnologia dos modelos mid/high end 2015 da Motorola: bordas finas nas laterais, acabamento texturizado na traseira, câmeras frontais com flash, melhorias significativas no software e hardware da câmera traseira, todos com dual-SIM.
Em cima, vemos o conector para headset/fone de ouvido e a gaveta do SIM card:
… que ao ser aberta, revela um segredo interessante: o consumidor pode usar dois SIM cards de operadoras ou apenas um SIM card mais um cartão microSD de até 2 TB. Questão de escolha: mais armazenamento (apesar de já vir com 64 GB internos) ou duas linhas.
Na lateral direita, o botão de liga-desliga e o controle de volume…
E nada na lateral esquerda:
Embaixo vemos um microfone e o conector microUSB:
E atrás a câmera de 21 megapixels com flash duplo. É o mesmo sistema de câmera do Moto X Style, por sinal. Note que o acabamento em nylon balístico do Moto Maxx continua na traseira, mas não existe mais a proteção embaixo dele com kevlar, como no modelo de 2014.
Smartphone topo de linha
Vale notar que o Moto X Force traz ainda a opção de customização via serviço MotoMaker, com outros acabamentos na traseira e nas cores da proteção em volta da câmera.
A experiência de software no Moto X Force segue o padrão “limpo e direto ao ponto” da Motorola, com Android 5.1 puro.
Finalmente, uma breve comparação de tamanho entre o Moto X Force e o Moto Maxx (à direita): O X Force é mais leve, apesar de ser maior (169 gramas contra 176 gramas do Maxx), e conta com melhorias gerais no acabamento – note que a trama do nylon é mais fechada no novo modelo.
Smartphone topo de linha chega ao Brasil
Segundo a Motorola, o Moto X Force começa a ser vendido pelo preço sugerido inicial de R$ 3.149 no começo de novembro.






















Fontes: ig  ztop  motorola Fotos: Divulgação

0 Response to "Smartphone topo de linha chega ao Brasil"

Postar um comentário

Produtos em destaque no site

Promoções imperdíveis!