Pesquisar

22/02/2016

Rainha de escola foi rendidos por homens armados e tem crise nervosa

Letícia Guimarães, rainha da Inocentes de Belford Roxo, teve uma crise nervosa após ser assaltada




Letícia Guimarães, rainha da Inocentes de Belford Roxo, disse na tarde deste domingo (21) que teve uma crise nervosa após ser assaltada na noite de sábado (20) no bairro de Olaria, em Nilópolis, na Baixada Fluminense. Ela e marido, o músico Cesinha, do grupo Pique Novo, tiveram o carro levado por assaltantes armados. Letícia disse que tremia sem parar e ficou muito abalada. O marido só foi registrar a ocorrência depois de deixá-la em casa.
"Nunca tinha sido assaltada, não passava pela cabeça a reação que eu poderia ter. Tive uma crise nervosa, fiquei muito abalada, tremia sem parar", conta ela, afirmando que ainda não há informações sobre o carro roubado, um Ford Ecosport vermelho.

Letícia contou que ela faria uma apresentação numa festa de casamento, numa casa de festas no bairro de Olaria. Ela e o marido chegaram antes dos componentes da bateria, e resolveram esperar o grupo dentro do carro, estacionado em frente à casa de festas. O local estava bem iluminado e com muita gente.
"Eles chegaram de repente, a pé, três homens armados, dois ficaram do meu lado e um ficou do lado do meu marido. Chegaram gritando 'Nem tenta, perdeu'. Na hora não entendemos o que estava acontecendo. Como meu marido é muito conhecido naquela região, até pensamos que poderia ser uma brincadeira", disse ela.
Segundo Letícia, os assaltantes devem ter entendido demora do casal em render-se como uma tentativa de dificutar o assalto e passaram a ameaçar Cesinha, dizendo "Dá logo um tiro nele", quando um dos assaltantes tirou o cordão de seu pesçoso.

Letícia conta que a agrediram puxando seu cabelo para tirá-la do carro. Um grupo de moradoras que conversava no portão de uma casa os acudiu, dizendo que no local estavam se repetindo casos de assaltos.
Letícia disse que tudo foi muito rápido e que, poucos minutos depois, chegou a van com o restante do grupo. Os ritmistas fizeram o show enquanto Cesinha a levava para casa, em Belford Roxo, na van.


57ª DP investiga
O delegado Geraldo Assed, titular da 57ª DP (Nilópolis), informou neste domingo que faz diligências e busca testemunhas e imagens de câmeras de segurança que possam ajudar a apurar as circunstâncias do assalto.
Em seu perfil numa rede social, Letícia contou o assalto: “O pior de tudo foi a agressividade e a sensação de que a qualquer momento poderiam atirar em nós, nunca tinha sido assaltada e não imaginava a reação que poderia ter. Fiquei estática, porém, meu corpo tremia dos pés à cabeça, enquanto ouvia um deles falar pro outro: dá logo uns tiros nele”, relatou a sambista, que no post explica que eles nada sofreram.

A publicação feita por Letícia na internet, que inclui a fotografia do carro roubado, ganhou bastante repercussão. Muitas pessoas mandaram mensagens de apoio e outras reclamaram da sensação constante de violência no Rio.
“Infelizmente as coisas estão cada dia piores. É uma sensação de impotência diante da realidade que nos cerca. Perdemos o direito de viver em paz. E com certeza os bens materiais Deus dará em dobro. O que o inimigo tira Deus dá de volta. Fica na paz”, disse um deles.
Fonte: g1  Fotos: Divulgação

Novidades

Produtos em destaque no site

Veja nossas sugestões de produtos