Assassin's Creed Unity é um jogo que não desaponta

O protagonista é Arno, jovem de uma família aristocrática de Paris que, depois de perder o pai em um atentado e ir preso por acusações falsas


Pode não parecer, mas a série Assassin's Creed já tem quase 10 anos - e mais de 10 jogos - de vida. Nesse trajeto, a franquia revolucionou, inovou, se perdeu e se reencontrou, ora com uma estrutura repetitiva, ora com batalhas marítimas empolgantes. Unity, o novo jogo da série, não faz nada tão radical quanto Black Flag, mas ainda é um passo na direção certa.

Depois de períodos históricos como a Renascença e a Guerra Revolucionária dos EUA, a série chega à Revolução Francesa, no fim do século 18. O protagonista é Arno, jovem de uma família aristocrática de Paris que, depois de perder o pai em um atentado e ir preso por acusações falsas, acaba se envolvendo na guerra milenar entre a Ordem dos Templários e a Ordem dos Assassinos.
Assassin's Creed Unity é um jogo que não desaponta
Os diversos estúdios da Ubisoft que trabalham em Assassin's Creed sempre teve grande cuidado na reprodução dos cenários dos jogos e, talvez por se tratar da terra natal da empresa, a Paris de Unity é belíssima, principalmente nos consoles da nova geração. A complexidade das ruas e prédios, a quantidade de pessoas e os pequenos eventos que acontecem o tempo todo (bandidos atacando cidadãos, ladrões fugindo em meio à multidão) deixam o cenário mais vivo e interessante. E apesar de parecer algo simples, poder atravessar por dentro de algumas casas deixa a experiência mais orgânica.
Assassin's Creed Unity é um jogo que não desaponta
Mas o que mais ajuda a rechear o mundo é que, não importa onde você esteja, sempre vai ter algo para fazer ao alcance de alguns passos. Existem centenas de itens colecionáveis, baús para abrir e, é claro, trabalhos para cumprir.

A estrutura e as missões continuam parecidas com os dos episódios anteriores, com a diferença que os barcos ficaram para Rogue, o Assassin's Creed de PS3 e Xbox 360. A pé, o jogo oferece diversos tipos de missões que já existiam antes, mas algumas em versões incrementadas e outras, novas.
Assassin's Creed Unity é um jogo que não desaponta
Um exemplo são as Murder Mysteries, casos de polícia que você tem que resolver no lugar de um delegado preguiçoso. Para isso você precisa visitar o local do crime, encontrar pistas, interrogar suspeitos e estudar todas as informações que reuniu antes de apontar um culpado.

As missões de assassinato da história também foram melhoradas. Agora sempre existem pequenas informações e extras espalhados pela área da missão que você pode explorar para facilitar a sua vida. Em uma delas, você pode escolher invadir o covil de um criminoso por si só - mas se escolher tapar bueiros da rua e ajudar os mendigos da região, por exemplo, a tarefa será bem mais simples. Unity recompensar o jogador por ser paciente e curioso.

Unity também inclui diversas missões cooperativas online que são bastante divertidas, principalmente se você conseguir se aventurar com amigos, e não estranho. Normalmente as tarefas se desdobram em várias etapas e ajudam o jogador a conquistar pontos de evolução, raros na campanha normal.
As diversas ferramentas dos Assassinos, como os diferentes tipos de bombas, também ficaram de acesso mais fácil e prático, além de serem mais úteis - dada a dificuldade de algumas as infiltrações e batalhas do game. Ainda mais porque fazer upgrades nas suas habilidades agora depende dos pontos obtidos em missões da Ordem, que são bastante raros, e elas vão sendo habilitadas progressivamente, com a campanha.

O grande problema de Unity é que ele está repleto de bugs. Durante nossa experiência de jogo, sofremos com lentidões e travamentos - o jogo chegou a fechar uma vez sozinho, no Xbox One - além de termos visto Arno atravessar tetos e paredes, "caindo" no vazio do cenário diversas vezes. A impressão que dá é que o game não estava pronto para chegar às lojas.
Assassin's Creed Unity é um jogo que não desaponta
Mas fora isso (e apesar da falta de grandes novidades) Assassin's Creed: Unity ainda é uma experiência divertida. Talvez os fãs da navegação de Black Flag fiquem desapontados, mas aqui a fórmula de sucesso da Ubisoft mostra que ainda pode dar bons frutos.
Assassin's Creed Unity é um jogo que não desaponta























Fonte: info Fotos: Divulgação

0 Response to "Assassin's Creed Unity é um jogo que não desaponta"

Postar um comentário